Eleições 2018

Com “bênção” de Lula, Haddad é o novo candidato do PT à presidência

Substituição ainda precisa ser oficializada junto ao TSE; deputada estadual gaúcha Manuela D'Ávila herda a vice na chapa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Executiva Nacional do PT aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (11), a substituição da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo ex-prefeito paulistano Fernando Haddad. A escolha já era amplamente esperada e se deu no limite do prazo dado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ao partido para anunciar uma nova candidatura ao Palácio do Planalto.

Preso há cinco meses após ser condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula teve seu pedido de registro negado, em 1º de setembro, pelo plenário do TSE, que deu dez dias para o partido anunciar um novo nome.

Com a subida de Haddad, então vice da candidatura de Lula, para a cabeça da chapa, a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) assume o posto de vice, conforme acordado pelos partidos em julho, durante o período de conformação de alianças.

PUBLICIDADE

A substituição ainda precisa ser oficializada junto ao TSE. Feita a confirmação, Haddad poderá ser apresentado como candidato à presidência no horário de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

Em carta, Lula se disse vítima de uma injustiça, mas ressaltou a importância de continuidade em seu projeto político representado na candidatura de Haddad à presidência. O texto foi lido pelo próprio ex-prefeito em reunião a portas fechadas em Curitiba (PR).

Um ato para oficializar a decisão está marcado para as 15h (horário de Brasília), em frente à sede da Polícia Federal na capital paranaense, onde Lula está preso.