Prisão

Cobertura da PF e cela exclusiva: como será a prisão de Lula em Curitiba

 O petista ficará preso neste local diferente conforme determinação do juiz Sérgio Moro, que justificou a decisão por conta do cargo que ele ocupou

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Uma sala especial foi preparada para receber o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Superitendência da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. O petista ficará preso neste local diferente conforme determinação do juiz Sérgio Moro, que justificou a decisão por conta do cargo que ele ocupou.

A sala fica no quarto andar, na cobertura do prédio, isolada das outras celas – onde estão presos como o ex-ministro Antônio Palocci e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro. Lula terá um banheiro adaptado e uma cama simples, segundo a Polícia Federal. Ele também terá direito a banho de sol de 2 horas, diariamente, e visitas em dia diferente dos demais presos na PF.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a cobertura servia de alojamento para policiais de outras cidades que estavam em missão na capital paranaense, mas foi transformado nos últimos dois meses em cela especial para receber Lula.

PUBLICIDADE

De acordo com o despacho de Moro, Lula tem até as 17h de amanhã para se apresentar voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba (PR). O líder petista foi condenado, por unanimidade pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A decisão de Moro ocorre antes do fim do prazo para a defesa de Lula apresentar embargos secundários na segunda instância, fixado em 10 de abril. O recurso normalmente é considerado meramente protelatório pelos desembargadores do TRF-4, o que respalda a determinação do cumprimento de pena neste momento.