Classe média detém 46,24% do poder de compra dos brasileiros

Além disso, estudo da FGV aponta que essa classe social poderia sozinha decidir uma eleição, caso fosse homogênea

SÃO PAULO – A nova classe média concentra a maior parte do poder de compra dos brasileiros, revelou estudo divulgado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) nesta sexta-feira (10).

De acordo com os dados, do ponto de vista econômico, a classe média detinha 46,24% do poder de compra dos brasileiros em 2009, um aumento frente aos 45,66% do ano anterior.

O poder de compra é superior ao das classes A e B, que detinham 44,12% no ano passado, e das demais classes sociais (D e E), que detinham 9,65%.

PUBLICIDADE

Na política
Os dados mostraram ainda que, do ponto de vista político, a classe média brasileira pode se mostrar poderosa. Isso porque os 94,9 milhões de brasileiros que compõem essa parcela correspondem a 50,5% da população, ante 49,22% no ano anterior. 

“A classe média sozinha poderia decidir uma eleição, se ela fosse homogênea”, disse o responsável pelo estudo, Marcelo Neri.

A classe A, por sua vez, passou de uma representatividade de 5,09% para 5,1%, enquanto a B foi de 5,32% para 5,51%, a D foi de 24,35% para 23,62% e a E foi de 16,02% para 15,32%.