Confusão

Chavistas invadem Parlamento da Venezuela e agridem diversos deputados

Vestidos de vermelho e armados com paus e artefatos pirotécnicos, eles invadiram com violência a Assembleia durante uma sessão

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um grupo de chavistas armados com paus e bombas artesanais invadiu a Assembleia Nacional da Venezuela na tarde quarta-feira (5). O Parlamento iria votar hoje um referendo informal contra a Assembleia Constituinte convocada pelo presidente Nicolás Maduro. Ao menos três deputados ficaram feridos no ataque.

O grupo de cerca de 30 invasores foi expulso pela segurança do Parlamento. Vestidos de vermelho e armados com paus e artefatos pirotécnicos, eles invadiram com violência a Assembleia durante uma sessão comemorativa dos 206 anos da independência venezuelana, celebrada pelos opositores que controlam a Câmara.

Américo de Grazia, Nora Bracho e Armando Armas foram golpeados na cabeça. De Grazia foi levado a um hospital e passará por exames. Jornalistas que estavam no prédio foram intimidados e proibidos de tirar fotos da invasão. Um dos homens portava arma de fogo e havia sinais de tiros nas paredes.

Aprenda a investir na bolsa

“O governo sempre recorre à violência”, disse o deputado opositor Stalin González. “Vamos seguir enfrentando esses selvagens”. Mais cedo, membros do governo chavistas organizaram um ato surpresa na Assembleia Nacional, capitaneado pelo vice-presidente Tareck El Aissami, que chegou acompanhado do ministro da Defesa e chefe da Força Armada, Vladimir Padrino López, assim como de membros do gabinete e de partidários chavistas.