Encontro conturbado

CCJ da Câmara encerra audiência após Guedes ser chamado de “tchutchuca” por deputado petista

Sessão tensa na CCJ com o ministro da Economia terminou com xingamentos e confusão

Em meio a mais um bate-boca, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), encerrou nesta noite a audiência pública com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para debater a proposta de reforma da Previdência Social.

A sessão foi encerrada foi encerrada por volta das 20h30 após uma discussão bastante forte entre o ministro e o deputado Zeca Dirceu (PT-PR). O petista disse que Guedes era um “tigrão” com a população e “tchutchuca” com empresários. O ministro respondeu: “tchutchuca é a mãe, é a vó”.

Por quase seis horas e meia, Guedes insistiu que o atual sistema previdenciário “está condenado”, mas reconheceu que caberá ao Congresso Nacional definir os pontos que permanecerão no texto.

PUBLICIDADE

A CCJ analisa a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19.

O relator, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), deve apresentar o parecer na terça-feira (9), para que o colegiado decida até o dia 17. Nesta quinta-feira (4), o colegiado discutirá a reforma com juristas.

(Com Agência Câmara)

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos