EUA

Casa Branca diz que Dilma e Obama decidiram juntos o adiamento da visita

Após a confirmação de que a presidente Dilma Rousseff não irá aos EUA, documento do governo norte-americano diz que encontro irá ocorrer em data a ser definida

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após a confirmação do cancelamento da viagem da presidente Dilma Rousseff para uma viagem diplomática nos Estados Unidos, a Casa Branca enviou um comunicado afirmando que a decisão de adiar a reunião entre os dois foi tomada em conjunto tanto pelo governo de Dilma Rousseff quanto de Barack Obama. 

No documento, os EUA afirmam que possuem uma parceria estratégica com o Brasil, enraizada em valores democráticos comuns. O comunicado diz que o convite de Obama à Dilma para a primeira visita de estado do segundo mandato dele é um reflexo da importância que o presidente norte-americano coloca sobre a parceria dos dois países e das relações estreitas que existem entre o povo norte-americano e o povo brasileiro.

Obama afirmou que entende e lamenta as preocupações que as supostas atividades da inteligência dos EUA geraram no Brasil e deixou claro que está empenhado para trabalhar em conjunto com a presidente Dilma, por meio de canais diplomáticos, para superar esta questão. Além disso, o documento ressalta que o presidente norte-americano já realizou uma ampla revisão da postura da inteligência dos EUA, mas que o processo deve demorar meses para ser concluído.

Aprenda a investir na bolsa

Por fim, Obama afirma que está ansioso para a visita de Dilma e que não espera que questões como essas prejudiquem a relação entre os dois países. “O presidente Obama aguarda para receber a presidenta Dilma Rousseff em Washington, em data a ser mutuamente acordada. Outros mecanismos de cooperação importantes, incluindo os diálogos presidenciais de cooperação política, econômica, energia e defesa, vão continuar”, diz o documento.