Em entrevista

Candidatura de Luciano Huck “seria boa para o Brasil”, FHC

"É bom ter gente como o Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido", afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan

SÃO PAULO – Mesmo após a recusa de Luciano Huck a disputar as eleições presidenciais deste ano, as especulações sobre sua candidatura persistem no universo político. A uma semana do Datafolha mostrar que o apresentador aparece tecnicamente empatado com o governador Geraldo Alckmin em cenários para a disputa, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a tecer elogios a Huck.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, o tucano disse que uma candidatura do apresentador ao Palácio do Planalto “seria boa para o Brasil”, para “botar em perigo a política tradicional”. Para analistas o desempenho de Huck na última pesquisa faz sombra em cima de Alckmin, que tem dificuldades em angariar apoio do eleitorado.

 Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

PUBLICIDADE

“Gosto dele, sou amigo dele e da família. Acho que para o Brasil seria bom, mas não sei o que ele vai fazer”, disse FHC. “É bom ter gente como o Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar”.

Em artigo publicado no jornal O Globo no início do ano, FHC defendeu a tese de união de forças em torno de uma candidatura única para enfrentar o que entende como extremos e enfraqueceu o nome de Alckmin ao dar espaço equivalente a potenciais adversários do governador, como Marina Silva, Joaquim Barbosa e Henrique Meirelles.

Nesta terça-feira, a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo informou que FHC recebeu em mãos pesquisa qualitativa que trata exclusivamente da viabilidade eleitoral de Luciano Huck à presidência. Segundo a coluna, o estudo faz cruzamentos sobre o perfil do apresentador e os anseios do eleitorado. Aliados do tucano disseram que o resultado mostra que o apresentador tem “potencialmente muita chance”.

Na entrevista à rádio Jovem Pan, o ex-presidente, contudo, afirmou que, com as declarações que deu aos jornalistas, não estava manifestando apoio a Huck. “Acho que os partidos são importantes e quem não tem partido, depois, para governar, é difícil. Dito isso, acho que Luciano, se ele se dispuser a ser candidato, é um candidato, vamos ver o que ele vai dizer”, afirmou.