Câmara aprova projeto de criação do fundo soberano brasileiro

Após quase 10 horas de votação e diversas críticas da oposição, texto-base é aprovado e será encaminhado ao Congresso

SÃO PAULO – Em votação encerrada a instantes, a Câmara brasileira aprovou o projeto de criação do fundo soberano do Brasil. Pelo impasse entre situação e oposicionistas, a sessão durou quase 10 horas.

Os deputados de opsição buscavam alterar a redação de seis artigos do texto-base do projeto. A próxima quinta-feira (30) irá marcar a apreciação destes destaques, para posterior votação do projeto pelos membros do Congresso.

O fundo soberano brasileiro irá contar com aproximadamente R$ 14,2 bilhões, ou 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto) para sua composição. A aprovação pela Câmara veio com 291 votos a favor, 78 votos contra e 4 abstenções.

PUBLICIDADE

“Queremos que o fundo seja uma poupança para usar de forma anticíclica. Podemos, por exemplo, retirar R$ 6 bilhões em janeiro e entregar para a gestão do BNDES, que vai financiar empresas e ainda remunerar o fundo”, afirmou o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS).

Durante a sessão, representantes dos partidos Democratas e PSDB manifestaram diversas críticas à elaboração do projeto, argumentando que a estrutura econômica brasileira ainda não permite a criação de fundo de tal natureza.