Brasil participa de protesto contra a caça de baleias promovida pelo Japão

O protesto entregue ao governo japonês é organizado pela Austrália e tem a participação de 31 países

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Brasil está participando do protesto diplomático, que reúne 31 países, contra a caça às baleias promovida pelo Japão. O protesto é liderado pelo governo da Austrália e foi entregue pelo embaixador do país ao governo japonês, em Tóquio.

De acordo com a Agência Brasil, a informação foi divulgada pelo Greenpeace, que afirmou também que este foi o maior protesto feito contra as atividades baleeiras do país asiático.

A ação também foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores, que informou que o Brasil aderiu ao protesto no fim de dezembro do ano passado, e que este é o terceiro ano consecutivo de ação internacional sobre o assunto.

Caça na Antártica

Aprenda a investir na bolsa

O Japão pretende caçar, este ano, cerca de mil baleias que vivem no Oceano Antártico, onde está um dos santuários do animal.

De acordo com o Greenpeace, o programa de caça às baleias feito pelo Japão causa prejuízos à indústria de turismo de observação de baleias promovida pela Austrália.

Além do Brasil e Austrália, também participam do protesto: Argentina, Áustria, Bélgica, Chile, Comissão Européia, Costa Rica, Croácia, República Tcheca, Equador, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Israel, Itália, Luxemburgo, México, Mônaco, Holanda, Nova Zelândia, Portugal, San Marino, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Reino Unido e Uruguai.