Dívida na ONY

Brasil paga parte de sua dívida de US$ 260 mi com a ONU para garantir candidatura

O Brasil pagou parte da dívida de cerca de US$ 260 milhões com a ONU (Organização das Nações Unidas) para garantir a candidatura à reeleição de José Graziano da Silva na FAO

SÃO PAULO – O Brasil pagou parte da dívida de cerca de US$ 260 milhões com a ONU (Organização das Nações Unidas) para garantir a candidatura à reeleição de José Graziano da Silva na FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. O Brasil somava uma dívida de US$ 15 milhões em relação à sua cota de 2014 na agência. 

Segundo o jornal, o depósito foi feito pelo Ministério do Planejamento em meio a reportagens que revelaram que o Brasil estava devendo para diversos organismos na ONU e, por essa razão, teria sido suspenso de alguns deles. 

O jornal aponta que Graziano tem um bom relacionamento com a presidente Dilma Rousseff desde que eles eram ministro do governo Lula e, ao vencer as eleições para diretor da FAO, em 2012, assumiu prometendo recolocar a entidade no centro do debate mundial.

PUBLICIDADE

Assim, a  falta de pagamento por parte do Brasil era considerada como um golpe a essa promessa e poderia enfraquecer a nova candidatura do brasileiro, com eleições que acontecem em junho.