Brasil ocupa apenas a 80ª posição entre os países menos corruptos, diz ONG

País está atrás de Singapura, Israel e China; Chile e Uruguai são os melhores sul-americanos do ranking

SÃO PAULO – Divulgado na última terça-feira (23), pela ONG Transparência Internacional, o ranking dos países menos corruptos coloca o Brasil na 80ª posição entre 180 nações.

O Brasil está atrás de países como Singapura (4º), Israel (33º), Botsuana (36º), Porto Rico (36º), Cabo Verde (47º), Cuba (65º) e China (72º). Para o secretário de divulgação e comunicação da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Marcos Afonso Oliveira, a colocação do País, que no ano passado ficou em 72º lugar, só tende a prejudicar sua imagem, tornando-a mais desgastada no exterior.

“Por isso a UGT recomenda que os eleitores, antes de votarem, façam uma análise profunda e apurada para a melhor escolha dos candidatos a prefeito e vereadores“, disse Oliveira.

PUBLICIDADE

De acordo com o ranking, os países com menores índices de corrupção, cujas notas obtidas foram próximas a dez, são Dinamarca, Nova Zelândia e Suécia. Na outra ponta da tabela, com notas inferiores a 1,5, estão Afeganistão, Haiti, Iraque, Miamar e Somália.

América do Sul

O Brasil recebeu a nota 3,5, o que fez com que ficasse atrás da Colômbia, 70ª colocada, do Peru (72º), Suriname (72º), além de Chile e Uruguai, os melhores sul-americanos do ranking, empatados na 23ª posição, com a nota 6,9.

A Argentina ficou no 109º lugar e a Venezuela, a pior colocada na América do Sul, em 158ª.

Segundo a UGT, o relatório da organização destaca a estreita ligação entre a pobreza, instituições falidas e a corrupção, o que pode pôr em risco o combate global contra a pobreza.