AO VIVO Radar InfoMoney: aposta em alta de ações da Suzano, Bolsa cai com temor na Europa e a "nova CPMF"; assista ao programa desta sexta

Radar InfoMoney: aposta em alta de ações da Suzano, Bolsa cai com temor na Europa e a "nova CPMF"; assista ao programa desta sexta

Candidato nos EUA

Bom gestor? Donald Trump já “perdeu” US$ 13 bilhões com seu império imobiliário

Magnata que concorre nas eleições presidenciais tem mostrado orgulho do desempenho de seus negócios, mas os números mostram que ele está bem atrás da média

SÃO PAULO – O magnata Donald Trump, antes de entrar para a corrida presidencial, já era muito conhecido com seu grande império imobiliário. Apesar de liderar as pesquisas para se tornar o candidato republicano nas eleições para a Casa Branca em novembro, Trump não tem um desempenho nada bom na gestão destes seus investimentos, ficando bem para trás da média do mercado.

“Trump tem um desempenho inferior ao do mercado imobiliário em aproximadamente US$ 13,2 bilhões, ou 57%”, desde 1976, disse John Griffin, professor de finanças da Universidade de Texas ao MarketWatch. Para fazer este levantamento, ele comparou o patrimônio líquido declarado de Trump com quatro décadas de retornos sobre o índice FTSE NAREIT Equity REITs.

Este benchmark foi desenvolvido no início dos anos 1970 pelo grupo comercial National Association of Real Estate Investment Trusts (ou NAREIT, na sigla em inglês) e acompanha o desempenho das sociedades de investimento imobiliário de capital aberto que possuem propriedades comerciais, como escritórios, hotéis e apartamentos.

PUBLICIDADE

Tendo como ponto de partida o patrimônio líquido de “mais de $ 200 milhões” apresentado por Trump em uma entrevista publicada pelo The New York Times em novembro de 1976, Griffin afirma que o retorno do índice FTSE NAREIT teria dado um retorno de US$ 23,2 bilhões no final de 2015, valor “consideravelmente acima do recente valor líquido auto-declarado por Trump de aproximadamente US$ 10 bilhões”.

Griffin também fez as contas usando outras informações sobre a riqueza de Trump, incluindo uma da BusinessWeek, que afirma que ele tinha US$ 100 milhões em 1978. Considerando este valor, o índice NAREIT teria retornado US$ 8,6 bilhões até o fim de 2015. Mas ele faz uma ressalva: o índice não leva em conta o custo de vida e dos impostos, sendo que não tem como calcular estes valores.

O professor também lembra que os números não levam em conta a alavancagem. Fundos como estes têm alavancagem de cerca de 36%, enquanto Trump afirmou que sua alavancagem está em 69%. Se fosse para considerar a taxa de Trump nestes fundos, o desempenho do índice seria consideravelmente maior, afirma Griffin.