Em defesa da reforma

Bolsonaro repercute vídeo de deputado apontando as 5 maiores “fake news” sobre a Previdência; confira

Presidente compartilhou na manhã desta sexta o vídeo de Vinicius Poit (Novo-SP) em que refuta muitos argumentos utilizados contra a reforma

SÃO PAULO – Após muitas críticas de que estava fazendo uma defesa tímida da Reforma da Previdência nas suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro tem intensificado as suas publicações sobre o tema, principalmente pelo Twitter

Na manhã desta sexta-feira (8), Bolsonaro repercutiu nas suas redes, inclusive postando em seu canal do Youtube, um vídeo do deputado federal Vinícius Poit (Novo-SP) de quatro minutos chamado “os 5 maiores equívocos contados sobre a Previdência”. 

As 5 “fake news” destacadas pelo vídeo são as seguintes:

PUBLICIDADE

1) de que não há déficit na Previdência, o que Poit ressalta como um argumento da elite do funcionalismo para que não haja a Reforma;

2) se as empresas pagarem suas dívidas no INSS, num valor total de R$ 500 bilhões, não precisaria da reforma. O deputado refuta ao apontar que apenas R$ 180 bilhões poderiam ser recuperados uma vez que várias empresas faliram e não haveria como recuperar esses valores. O deputado aponta ser necessário cobrar das empresas, mas não é isso que salvará a Previdência;

3) são os mais pobres que vão “pagar o pato”: Poit ressalta que esse é um dos argumentos mais utilizados. Mas, na verdade, o sistema previdenciário antigo é o maior criador de desigualdade; 

4) se a corrupção acabar, acaba o rombo da Previdência: Poit aponta um cálculo de que o Brasil perdeu R$ 48 bilhões com a corrupção, o que não chega a nem um quinto do rombo da Previdência em 2018. Além disso, a questão é de que,  quanto mais o tempo passa sem a reforma, mais grave a situação vai ficar. 

5) a reforma da previdência não atinge a elite: o deputado federal ressalta que ninguém vai ficar de fora da reforma, que incluirá políticos, juízes e a elite do funcionalismo público. 

Confira o tuíte com o vídeo abaixo: 

PUBLICIDADE

 

 

 

 

Até o início da tarde desta sexta, o vídeo contava com cerca de 20 mil visualizações pelo Youtube. Vale destacar que o presidente possui 2,3 milhões de inscritos em sua página no Youtube, 3,62 milhões no Twitter, 10,8 milhões no Instagram e 10,7 milhões no Facebook. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta gratuitamente na XP Investimentos