Dúvidas

Bolsonaro questiona resultado e presidente do PSL monta força-tarefa para investigar urnas

"Se tivéssemos confiança no voto eletrônico, já teríamos o nome do futuro Presidente da República decidido no dia de hoje", disse Bolsonaro

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Apesar da ampla diferença no primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL) questionou o resultado da eleição em seu discurso na noite de domingo (7), dizendo que não há confiança no voto eletrônico. Sua fala vai de encontro ao anúncio do presidente de seu partido, que indicou a criação de uma força-tarefa para investigar os problemas das urnas.

“Se tivéssemos confiança no voto eletrônico, já teríamos o nome do futuro Presidente da República decidido no dia de hoje”, disse Bolsonaro em vídeo divulgados em suas redes sociais. Ele reforçou ainda que vai exigir do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) soluções para os problemas registrados ontem.

Enquanto isso, o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, disse que irá contratar uma equipe de técnicos que trabalharam para o PSDB na eleição de 2014 para investigar as denúncias de supostas fraudes das urnas eletrônicas. Segundo ele, este trabalho vai gerar um relatório que será divulgado ao público. As informações são do jornal O Globo.

PUBLICIDADE

Bebianno não quis ser tão direto nas críticas, mas reforçou que nunca houve uma auditoria completa no sistema. “Todo processo público precisa estar coberto do manto da transparência. Infelizmente, nosso sistema eleitoral ainda não foi colocado à prova, porque o TSE não permite que peritos externos independentes façam exames de todo o processo”, disse.

“O que vamos fazer, com todo respeito às instituições democráticas brasileiras, às autoridades constituídas, vamos apurar as informações”, reforçou o presidente do PSL, dizendo que esta investigação começa já nesta segunda-feira (8).

Questionada se estaria preocupada com dúvidas que circulam entre eleitores e candidatos sobre a confiabilidade do processo eleitoral eletrônico, a ministra Rosa Weber, presidente do TSE, afirmou que, se provocada, a Justiça Eleitoral tem como apurar e sanar qualquer eventual falha.

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!