Eleições 2018

Bolsonaro pode vencer eleição no primeiro turno?

Deputado precisaria conquistar algo entre 64% e 88% dos votos dos adversários localizados no "campo azul": Alckmin, Meirelles, Amoêdo e Álvaro Dias

arrow_forwardMais sobre

A possibilidade de vitória de Jair Bolsonaro já no primeiro turno exige que ele converta pelo menos 3 de cada 5 eleitores que hoje declaram voto em candidatos “azuis” (Alckmin, Meirelles, Amoêdo e Alvaro Dias). De acordo com pesquisas públicas (XP-Ipespe, Datafolha, Ibope e BTG-FSB), ele precisaria tomar de 64% a 88% dos votos de seus adversários, a depender do levantamento considerado, para atingir uma pontuação que permita a vitória já em 7 de outubro.

A migração de votos no campo azul exige uma reversão da rejeição dele nesse grupo. Entre os eleitores dos quatro candidatos, de acordo com nossa pesquisa mais recente, a rejeição a Jair Bolsonaro fica em 43% — ou seja, parte dos eleitores que hoje dizem não votar nele em nenhuma hipótese precisaria se decidir pelo deputado do PSL já no primeiro turno.

Ainda assim, tal exercício carrega uma hipótese forte: que não haja alteração no número de brancos/nulos/NS/NR ou que estes sejam distribuídos de maneira equilibrada caso se movam.

PUBLICIDADE

Leia mais: 

É improvável que Bolsonaro ganhe no primeiro turno por 2 motivos, aponta Eurasia
– “Por que votar em Geraldo Alckmin”, por Andre Lichtenstein
“Por que votar em Jair Bolsonaro”, por André Gordon
– Por que votar em João Amoêdo”, por Pablo Spyer

Usando os microdados de nossa pesquisa, encontramos que há 4 p.p. do total de eleitores que indicam voto em Lula na pergunta espontânea, mas vão para branco/nulo/NS/NR no cenário estimulado. Ou seja, a distribuição dos indecisos tende a favorecer mais candidatos vermelhos. Uma outra maneira de observar o efeito disso, é se fizermos a mesma conta, mas considerando o cenário da pesquisa XP-Ipespe do “Haddad, apoiado por Lula”. A conversão de votos necessária subiria de 64% para 82%.

Uma outra hipótese para que ele vença no primeiro turno, portanto, seria converter também parte dos votos do campo vermelho – Haddad, Marina e Ciro hoje somam 30% em nossa pesquisa mais recente. Imaginamos um cenário hipotético em que Bolsonaro conquiste 10% desses votos e fique com 3 pontos percentuais a mais do que tem hoje. Ainda assim, ele precisaria converter de 43% a 65% dos votos dos demais candidatos azuis para viabilizar a vitória no primeiro turno.

bolsonaro1t

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear