Eleições

Bolsonaro não descarta ter Janaina Paschoal como vice

Pré-candidato disse que irá conversar em breve com a advogada autora do impeachment de Dilma Rousseff

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ) não descarta formar uma chapa com a advogada Janaina Paschoal, autora do pedido de impeachment que tirou Dilma Rousseff do poder, como vice. As informações são do portal UOL, que entrevistou o político.

“Eu só conversei com ela uma vez, por telefone, e não tocamos nesse assunto. Ela está filiada, não sei o interesse dela. E devo conversar com ela nos próximos dias. Não sei se ela quer, se ela não quer”, afirmou ele.

Segundo a reportagem, ele se prepara para ter a chamada “chapa pura”, quando concorre com alguém do seu mesmo partido. Apesar disso, Bolsonaro já disse que aceitaria “na hora” ter o senador Magno Malta (PR-ES) como seu vice, o que acabaria com essa estratégia da chapa pura.

PUBLICIDADE

Mesmo com as possibilidades, por outro lado, Janaina disse ao UOL que “realmente não pretendo entrar na política”. A advogada explicou recentemente no Twitter que se registrou no PSL porque muitas pessoas ligadas à sigla recomendaram. “Com exceção de um ou outro ponto, o estatuto do partido confere com o que eu penso. Não há notícias de escândalos de corrupção envolvendo a sigla, ou seus membros”, disse.

Além disso, ela afirmou também que quando se filiou não estava pensando em sair candidata a nenhum cargo. “Eu me filiei com o intuito de ter a possibilidade. Se a filiação ocorresse depois do dia 07/04, uma eventual candidatura não seria possível. Imagino que o próprio Ministro Joaquim Barbosa tenha pensado assim”, explicou a advogada na rede social.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear