Eleições 2018

Bolsonaro mantém liderança em cenário sem Lula, mostra pesquisa CNT/MDA

Levantamento foi realizado entre os dias 9 e 12 de maio; margem máxima de erro é de 2,2 pontos percentuais

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na primeira pesquisa eleitoral após o anúncio do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa de que não concorrerá à presidência em outubro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) manteve a liderança nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula (PT) no páreo. De acordo com levantamento CNT/MDA, divulgado nesta segunda-feira (14), o parlamentar tem entre 18,3% e 20,7% das intenções de voto, dependendo da situação considerada.

Na sequência, aparecem a ex-senadora Marina Silva (Rede), com entre 11,2% e 16,4%, e o ex-governador cearense Ciro Gomes (PDT), com entre 9% e 12%, nos cenários em que a candidatura de Lula não é considerada. O ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) tem de 5,3% a 8,1%, ao passo que o senador Álvaro Dias (Podemos) tem 3%. Já o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), tido como um dos principais nomes para substituir Lula na disputa, aparece com algo entre 2,3% e 4,4% das intenções de voto. A soma de branco, nulos e indecisos varia entre 42,2% e 45,7%.

No único cenário estimulado em que seu nome aparece entre os candidatos, Lula tem 32,4% das intenções de voto. Bolsonaro aparece na sequência, com 16,7%. Marina Silva, tem 7,6%, e Ciro Gomes, 5,4%, ao passo que Alckmin figura com 4% e Álvaro Dias, com 2,5%. Brancos, nulos e indecisos, neste cenário, somam 26,7%.

PUBLICIDADE

Confira todas as situações estimuladas de primeiro turno consideradas:

CENÁRIO 1
Lula 32,4%, Jair Bolsonaro 16,7%, Marina Silva 7,6%, Ciro Gomes 5,4%, Geraldo Alckmin 4,0%, Álvaro Dias 2,5%, Fernando Collor 0,9%, Michel Temer 0,9%, Guilherme Boulos 0,5%, Manuela D´Ávila 0,5%, João Amoêdo 0,4%, Flávio Rocha 0,4%, Henrique Meirelles 0,3%, Rodrigo Maia 0,2%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 18,0%, Indecisos 8,7%.
CENÁRIO 2
Jair Bolsonaro 18,3%, Marina Silva 11,2%, Ciro Gomes 9,0%, Geraldo Alckmin 5,3%, Álvaro Dias 3,0%, Fernando Haddad 2,3%, Fernando Collor 1,4%, Manuela D´Ávila 0,9%, Guilherme Boulos 0,6%, João Amoêdo 0,6%, Henrique Meirelles 0,5%, Flávio Rocha 0,4%, Rodrigo Maia 0,4%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 29,6%, Indecisos 16,1%.
CENÁRIO 3
Jair Bolsonaro 19,7%, Marina Silva 15,1%, Ciro Gomes 11,1%, Geraldo Alckmin 8,1%, Fernando Haddad 3,8%, Branco/Nulo 30,1%, Indecisos 12,1%.
CENÁRIO 4
Jair Bolsonaro 20,7%, Marina Silva 16,4%, Ciro Gomes 12,0%, Fernando Haddad 4,4%, Henrique Meirelles 1,4%, Branco/Nulo 31,7%, Indecisos 13,4%.

Nas pesquisas espontâneas o cenário é este:

Lula: 18,6%
Jair Bolsonaro: 12,4%
Ciro Gomes: 1,7%
Marina Silva: 1,3%
Geraldo Alckmin: 1,2%
Joaquim Barbosa: 1,0%
Álvaro Dias: 0,9%
Outros: 1,8%
Branco/Nulo: 21,4%
Indecisos: 39,6%

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria todos os seus adversários. Sem o ex-presidente, Jair Bolsonaro empata tecnicamente com Marina Silva e Ciro Gomes, vencendo os demais candidatos. Já Alckmin apenas vence Fernando Haddad. O tucano empata tecnicamente com Ciro Gomes.

Eis as situações de segundo turno:

CENÁRIO 1
Lula 44,9%, Geraldo Alckmin 19,6%, Branco/Nulo: 30,0%,
Indecisos: 5,5%.
CENÁRIO 2
Lula 45,7%, Jair Bolsonaro 25,9%, Branco/Nulo: 23,3%,
Indecisos: 5,1%.
CENÁRIO 3
Lula 47,1%, Henrique Meirelles 13,3%, Branco/Nulo: 33,0%,

Indecisos: 6,6%.
CENÁRIO 4
Lula 44,4%, Marina Silva 21,0%, Branco/Nulo: 29,3%,
Indecisos: 5,3%.
CENÁRIO 5
Lula 49,0%, Michel Temer 8,3%, Branco/Nulo: 37,3%,
Indecisos: 5,4%.
CENÁRIO 6
Jair Bolsonaro 28,2%, Ciro Gomes 24,2%, Branco/Nulo: 37,8%,
Indecisos: 9,8%.
CENÁRIO 7
Jair Bolsonaro 27,8%, Geraldo Alckmin 20,2%, Branco/Nulo: 42,5%,
Indecisos: 9,5%.
CENÁRIO 8
Jair Bolsonaro 31,5%, Fernando Haddad 14,0%, Branco/Nulo: 43,4%,

Indecisos: 11,1%.
CENÁRIO 9
Jair Bolsonaro 30,8%, Henrique Meirelles 11,7%, Branco/Nulo: 46,3%,
Indecisos: 11,2%.
CENÁRIO 10
Marina Silva 27,2%, Jair Bolsonaro 27,2%, Branco/Nulo: 37,8%,
Indecisos: 7,8%.
CENÁRIO 11
Jair Bolsonaro 34,7%, Michel Temer 5,3%, Branco/Nulo: 49,5%,
Indecisos: 10,5%.
CENÁRIO 12
Ciro Gomes 20,9%, Geraldo Alckmin 20,4%, Branco/Nulo: 48,1%,

Indecisos: 10,6%.
CENÁRIO 13
Geraldo Alckmin 25,0%, Fernando Haddad 10,0%, Branco/Nulo: 53,2%, Indecisos: 11,8%.

CENÁRIO 14
Marina Silva 26,6%, Geraldo Alckmin 18,9%, Branco/Nulo: 46,0%,

Indecisos: 8,5%.
CENÁRIO 15
Ciro Gomes 25,7%, Henrique Meirelles 9,0%, Branco/Nulo: 52,6%,

Indecisos: 12,7%.
CENÁRIO 16
Ciro Gomes 30,4%, Michel Temer 5,6%, Branco/Nulo: 52,9%,

Indecisos: 11,1%.

A pesquisa CNT/MDA ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação, das cinco regiões do país, entre os dias 9 e 12 de maio. A margem máxima de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança, o que significa que se a pesquisa fosse repetida nas mesmas condições, esta seria a chance de o resultado ser o mesmo, dentro da margem de erro. O levantamento foi registrado em 8 de maio, com o número BR-09430/2018, segundo os dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Última pesquisa

No levantamento anterior, Jair Bolsonaro liderou em todos os cenários em que a candidatura de Lula não era considerada, com um percentual de intenções de voto que oscilava entre 20% e 20,9%. Na sequência, aparecia Marina Silva, com entre 12,8% e 13,9%, dependendo do cenário considerado. Geraldo Alckmin apareceu logo na sequência, com algo entre 8,6% e 8,7%, tecnicamente empatado com Ciro Gomes, com de 8,1% a 9%. Já no único cenário em que a candidatura de Lula é considerada, o petista aparece com 33,4% das intenções de voto, na primeira colocação, seguido por Bolsonaro, com 16,8%, e Marina Silva, com 7,8%.