Troca de farpas

Bolsonaro chama Haddad de “canalha” e “pau mandado de corrupto”; petista rebate

"Acenamos ontem numa entrevista e recebemos uma resposta do nível do candidato", respondeu Haddad em evento

SÃO PAULO – Para quem esperava um segundo turno de muitos ataques, o primeiro deles aconteceu já na segunda-feira (9), com Jair Bolsonaro (PSL) chamando Fernando Haddad (PT) de “canalha” e “pau mandado de corrupto” no Twitter em uma resposta ao pedido para assinar um documento contra a disseminação de notícias falsas.

“O pau mandado de corrupto me propôs assinar ‘carta de compromisso contra mentiras na internet’. O mesmo que está inventando que vou aumentar imposto de renda pra pobre. É um canalha!”, afirmou o deputado destacando que sua proposta, desde o início, é isentar de IR quem ganha até R$ 5.000. “O PT quer roubar até essa proposta”, disse.

Durante sua visita ao ex-presidente Lula em Curitiba, Haddad disse que gostaria que seu adversário assinasse uma carta de compromisso contra ataques e disseminação de mentiras nas redes.

PUBLICIDADE

“É muito difícil se defender de uma enxurrada, um bombardeio via WhatsApp, com mentiras ao seu respeito. Não temos dinheiro nem condições para enfrentar”, declarou o petista. Além disso, ele pediu para que a Justiça Eleitoral seja mais rápida no combate às “fake news”.

Nesta terça-feira (9), Haddad rebateu as declarações de Bolsonaro durante uma reunião de dirigentes e governadores petistas em São Paulo, dizendo que a resposta do deputado foi “do nível do candidato”.

“As duas campanhas poderiam se ajudar e contribuir para que o eleitor recebesse informações reais […] Acenamos ontem numa entrevista e recebemos uma resposta do nível do candidato”, completou o petista.

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!