Críticas ao ex-ministro

Bolsonaro: “as pessoas iriam perceber e saber que ele é de esquerda”, diz pré-candidato sobre Barbosa

Bolsonaro critica saída do ex-ministro da corrida presidencial

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Ainda repercutindo a decisão de Joaquim Barbosa de desistir da corrida presidencial na última terça-feira (8), o pré-candidato ao Planalto pelo PSL, Jair Bolsonaro, criticou a decisão do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e afirmou que cedo ou tarde os eleitores perceberiam que seu viés de fato era de esquerda.

“As pessoas iriam perceber e saber que ele é de esquerda”, afirmou o deputado carioca em entrevista para o Correio Braziliense. Segundo ele, a decisão de Barbosa de desistir da corrida presidencial foi incoerente e questiona sua iniciativa: “se ele entrasse no campo realmente, levaria tiro, como todo mundo leva. Agora, se for por questão de saúde, não deveria nem cogitar se candidatar a presidente”, aponta Bolsonaro.

Sobre a transferência de votos de Barbosa, que, segundo o último Datafolha, detinha entre 8% e 10% das intenções de votos, o pré-candidato do PSL acredita que a maioria seria convertida para ele, já que o perfil do eleitor de Barbosa é muito parecido com o dele: “a primeira coisa que vem à cabeça do eleitor é a questão do combate à corrupção e minha imagem está bem associada a isso também”, afirma.

PUBLICIDADE

Com relação aos planos para o governo, Bolsonaro voltou a destacar seu perfil liberal e bateu na tecla das privatizações. Ontem, o deputado carioca afirmou que manterá a política do teto de gastos públicos adotada pelo governo de Michel Temer, assim como acredita que 2/3 das 149 estatais devem ser extintas e o restante privatizada, com exceção das consideradas estratégicas para o Estado, como no caso de Petrobras e Eletrobras.