Bolsa Família aumentou PIB em R$ 43,1 bilhões, diz estudo

Pesquisa diz ainda que programa gerou receitas de impostos de R$ 12,6 bilhões; 5,5 mil cidades foram analisadas

SÃO PAULO – O programa Bolsa-Família, que atinge hoje 12,9 milhões de famílias, provocou um crescimento de R$ 43,1 bilhões no PIB brasileiro. Essa e outras conclusões estão no estudo do economista Naercio Aquino Menezes Filho, coordenador do Centro de Políticas Públicas (CPP) do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e do aluno de graduação do Instituto, Paulo Henrique Landim Junior.

Conclusões do estudo

Os pesquisadores também concluíram que a expansão de R$ 1,8 bilhão no programa entre 2005 e 2006 gerou receitas de impostos que chegam a ordem de R$ 12,6 bilhões, e esse ganho tributário é 70% maior do que o total de benefícios pagos pelo programa.

O estudo concluiu também que um aumento no repasse médio per capita da Bolsa Família – isto é, considerando não só os beneficiados, mas toda a população do município – leva a ampliação de 0,6% no PIB municipal.

PUBLICIDADE

Foram analisados dados como população, PIB e arrecadação de tributos de 5,5 mil cidades entre 2004 e 2006.