Bernanke vê Fed capaz de endurecer política monetária no futuro

Em artigo no Wall Street Journal, presidente do Federal Reserve descarta alteração iminente e mostra alternativas de saída

SÃO PAULO – Para Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve, a reversão da politica monetária norte-americana é totalmente possível e a instituição terá habilidade de pressionar os custos dos empréstimos quando a ameaça da inflação se tornar real.

Em artigo no Wall Street Journal, o economista observa que as “políticas acomodativas do Fed provavelmente devem permanecer por um período estendido”, à medida que ainda faltam sinais mais sólidos acerca de uma recuperação dos EUA.

Quando recuperar, muda

“Em algum ponto, contudo, ao passo que a recuperação econômica se materializar, nós contrairemos a política monetária para prevenir o problema da inflação”, completa o presidente do Federal Reserve.

PUBLICIDADE

Detalhes sobre a mudança futura na política monetária devem ser anunciados nesta terça-feira (21), no discurso tradicional sobre o panorama econômico no Congresso dos EUA.

Formas

Conforme o artigo, as alternativas restantes ao Fed para elevar o juro básico dos EUA são as seguintes: pagamento de taxas pelo Federal Reserve sobre reservas detidas por bancos, a fim de estimular os empréstimos; reversão dos acordos de recompra junto às instituições financeiras; oferecimento de depósitos a termo e emissão de ativos pelo Tesouro, que os deixaria depositados no Fed.