Eleição nos EUA

Bernanke deverá deixar presidência do Fed, mesmo se Obama vencer

Atual chairman tem dito a amigos próximos que deve sair do cargo; Romney já afirmou que trocará o presidente da autoridade monetária, se ganhar

SÃO PAULO – A presidência do Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos) deve ser alterada, mesmo que Barack Obama seja reeleito, segundo o atual chairman, Ben Bernanke, tem falado a amigos próximos, diz reportagem do New York Times, publicada nesta terça-feira (23).

O republicano Mitt Romney já deixou claro que, se vencer a eleição, trocará o presidente da autoridade monetária do país, cujo mandato acaba em janeiro de 2014. 

“Eu escolheria alguém que partilhe as mesmas visões que eu, que vise manter o dólar forte”, disse em entrevista à Fox News, em agosto. Segundo Romney,  nem o QE3, nem outros estímulos vão ajudar a economia americana. Esse é um caminho errado a ser seguido, que causa inflação, desvaloriza o dólar e é prejudicial à estabilidade da economia que nossa nação precisa”, complementou o republicano.

PUBLICIDADE

O Fed inicia nesta terça-feira sua reunião, que durará até quarta-feira (24), para debater os próximos passos da política monetária a serem adotados pela instituição. As expectativas, porém, são de que a taxa de juros deverá permanecer na faixa de 0% a 0,25% ao ano, a apenas duas semanas da eleição presidencial.