Crise Europeia

Berlusconi diz que Itália pode ser forçada a sair da zona do euro

Em programa na televisão, ex-primeiro-ministro afirmou que BCE deve ter mais poderes, ou país será obrigado a voltar para sua antiga moeda para se manter competitivo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi disse nesta terça-feira (19) que a Itália pode ser forçada a sair da zona do euro caso o BCE (Banco Central Europeu) não consiga mais poderes para garantir os custos da dívida do país. A declaração foi feita em um programa no canal de televisão estatal RAI.

“Se a Alemanha não aceitar que o BCE se torne um verdadeiro Banco Central, se as taxas de juros não caírem, nós seremos forçados a deixar o euro e retornar para a nossa moeda para podermos ser competitivos”, disse Berlusconi.

Essa não é a primeira vez que ele afirma que o país pode deixar a eurozona, mas nenhuma se concretizou. Berlusconi já está em campanha para as próximas eleições, que devem ocorrer em fevereiro, com aparições na televisão e entrevistas para jornais e revistas.

Aprenda a investir na bolsa

Com o rendimento dos títulos italianos subindo durante a crise, Berlusconi foi obrigado a renunciar ao cargo de primeiro-ministro em novembro de 2011.