AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre os números do grupo no trimestre; assista

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre os números do grupo no trimestre; assista

Investigações

Bendine, Collor e até Val Marchiori estão entre pedidos de convite à CPI da Petrobras

Condenados no mensalão como José Dirceu, Delúbio Soares e Marcos Valério também estão entre os pedidos de convocação às investigações

SÃO PAULO – Instalada na quinta-feira, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras (PETR3; PETR4), já tem mais de 245 pedidos protocolados. Dentre eles estão as solicitações de convocação de nomes ligados à Operação Lava Jato da Polícia Federal como os ex-diretores da estatal, Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, mas também de executivos como o novo presidente da Petrobras, Aldemir Bendine e até mesmo da socialite Val Marchiori. 

O PPS apresentou requerimento para convocar 23 pessoas, entre elas o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT), o senador Fernando Collor (PTB) e o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci (PT). A justificativa para a convocação de Cardozo é que ele se explicasse acerca das conversas que teve com advogados de empreiteiras ligadas à Lava Jato fora da agenda oficial. Já Palocci teria que explicar se pediu doação de R$ 2 milhões para a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) em 2010, de acordo com a afirmação do ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa. 

Além deles, os ex-presidentes da companhia José Sérgio Gabrielli e Maria das Graças Foster e os condenados no mensalão José Dirceu, Delúbio Soares e Marcos Valério também poderão ser ouvidos na CPI. Dirceu estaria sendo chamado para se explicar diante das declarações do doleiro Alberto Youssef de que o ex-ministro da Casa Civil teria recebido pagamentos feitos pelas empresas investigadas.

PUBLICIDADE

Marina Mantega, filha do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega também pode ser convocada a prestar esclarecimentos na comissão.