Nova estratégia

Bem nas pesquisas, Jair Bolsonaro agora quer provar ao mercado que é um verdadeiro liberal (na economia)

Em busca de novos eleitores para seguir crescendo nas pesquisas, deputado tem a missão de marchar em direção ao centro sem perder a direita

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Atrás apenas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas pesquisas eleitorais, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ensaia novos passos para seguir avançando na corrida presidencial de 2018, a despeito das apostas de que ele deve desidratar até o fim da disputa. Após atrais o eleitorado conservador, a ideia do parlamentar é marchar ao centro, em busca do apoio de investidores do mercado financeiro.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo antes de uma viagem aos Estados Unidos, onde se encontrará com players importantes do mercado, o ex-militar defendeu pautas simpáticas aos investidores, como a independência do Banco Central, “com regras e mandato fixo”, e criticou subsídios à indústria nacional. “É lógico que [minha visão é liberal]. Estou indo para os EUA, não para a Coreia do Norte”, disse.

Cada vez mais, a estratégia é se afastar da imagem do “militar estatizante”. Ele defendeu a maior participação do Estado na economia durante a ditadura militar, mas sustenta que os tempos mudaram. “Naquela época, a única alternativa eram as estatais. Quem iria fazer Itaipu? Ninguém. Hoje em dia, ao privatizar, você diminui muito a questão da corrupção”, afirmou.

Aprenda a investir na bolsa

O parlamentar comemora o bom desempenho eleitoral e a consequente maior atenção recebida de outros atores de peso do espectro econômico. Embora agora tente vestir a farda de um liberal nato, o parlamentar ainda alimenta contradições acerca de suas posições econômicas e terá de se esforçar para convencer investidores de que não é um aventureiro e que sua candidatura irá brigar para vencer.