Conselheiro de Dilma

Belluzzo diz que é difícil impedir recessão e que próximo governo terá “duas encrencas”

"Será muito difícil impedir pelo menos um trimestre de recessão. A economia está realmente resvalando para uma recessão ou para um crescimento extremamente baixo", afirmou o economista conselheiro de Dilma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Durante palestra segunda-feira à noite na Fesp-SP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), o economista e um dos conselheiros da presidente Dilma Rousseff na área econômica, Luiz Gonzaga Belluzzo afirmou que a economia brasileira está no caminho de uma recessão. As informações são da Folha de S. Paulo e do Valor Econômico

“Será muito difícil impedir pelo menos um trimestre de recessão. A economia está realmente resvalando para uma recessão ou para um crescimento extremamente baixo”, afirmou o economista. 

Para ele, os próximos dois anos, serão difíceis e que a gente não pode se enganar. E o próximo governo, afirma, terá que resolver duas “encrencas”: o reajuste do preço de gasolina e deixar o dólar subir. Porém, os dois movimentos terá impacto relevante na inflação, que já está resiliente. 

Aprenda a investir na bolsa

O economista também ressaltou que há uma desaceleração do consumo, modelo que chegou a um limite pelo próprio tipo de bem que ele financia, o que não se troca toda hora, como carros. 

Ele ainda destacou que o próximo presidente terá que enfrentar reformas institucional e política. “O País é uma bagunça institucional”, citando a dificuldade em realizar investimentos e destacou que o Brasil é um País travado.

“Um empresário não sabe se, quando for construir, se não vai vir alguém do Ministério Público impedindo a obra”.