BCE faz corte no juro básico da Zona do Euro, ajustado taxa para 2% ao ano

Autoridade dá continuidade à política de flexibilização monetária, atenta a dados ruins sobre a economia da região

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Atento aos dados sobre a atividade econômica, o BCE (Banco Central Europeu) decidiu nesta quinta-feira (15) realizar novo afrouxamento na política monetária da Zona do Euro, reduzindo a taxa básica de juro para 2% ao ano – o nível mais baixo já registrado.

O ajuste, de 50 pontos-base, veio em linha com as expectativas do mercado, que aguardava mais uma flexibilização. Na reunião anterior, realizada em 4 de dezembro, a autoridade fez o seu maior corte da história, ajustando a taxa de 3,25% para 2,5% ao ano.

Na última quarta-feira, a Eurostat, agência oficial de estatísticas, afirmou que a produção industrial encolheu 1,6% de novembro para dezembro nos 16 países que adotam o euro, reforçando o quadro de fragilidade econômica na região. Em relação ao mesmo período de 2007, o recuo foi de 7,7%.

Estímulo econômico

Aprenda a investir na bolsa

Tentando evitar que o quadro de recessão piore ainda mais no continente, o BCE vem adotando estratégia parecida à abraçada por bancos centrais como Federal Reserve e BoE (Bank of England), flexibilizando sua política monetária como forma de estímulo econômico.

Só em 2008, o colegiado do Banco Central Europeu decidiu reduzir o juro básico em 1,5 ponto percentual, partindo de 4% em janeiro para 2,5% ao ano na reunião realizada no mês passado. Nos próximos dias 20 e 21, será a vez do Brasil discutir o mesmo assunto, com o primeiro encontro do Copom (Comitê de Política Monetária) de 2009.