Base aliada adia votação da CSS; líder do PT alega haver desconhecimento da proposta

Contudo, oposicionistas afirmam que Governo não possui votos suficientes para aprovar novo imposto

SÃO PAULO – Os deputados governistas adiaram a apresentação da proposta de criação da CSS (Contribuição Social da Saúde), que financiaria novos gastos previstos pela Emenda Constitucional 29.

De acordo com o líder do PT na Câmara, deputado Maurício Rands, “ainda não há o conhecimento sobre todos os detalhes da proposta apresentada”. Ademais, alegou que o atraso decorre da entrada na pauta da casa de medida provisória, que tramita em regime de urgência.

Faltam votos

Rumores, no entanto, indicam que não há acordo entre os líderes dos partidos que compõem a base de sustentação do Governo, o que deixa inseguros os apoiadores do novo imposto sobre movimentações financeiras.

PUBLICIDADE

Neste sentido, o líder do oposicionista PSDB na Câmara dos Deputados, José Aníbal, afirmou que seus adversários têm receio de perder. Ademais, disse que “faltam votos e o Governo não tem nem um terço articulado”.