Bancos desconfiam de efetividade da elevação do IOF para desvalorizar real

Mercado de ações ainda é o principal responsável por entrada de dólares; BofA ML esperava medida mais "draconiana"

SÃO PAULO – “Antes de mais nada, essa é mais uma medida para conter no curto prazo o fluxo positivo de capitais que arbitram com a alta da taxa básica de juros no Brasil”, é assim que o Barclays avalia a elevação para 6% do IOF (Imposto sobre Operação Financeira) para empréstimos externos.

A equipe de analistas se diz cética quanto à efetividade da medida em conter a valorização do real, a exemplo do que ocorrera em outubro do ano passado, quando o Governo elevou o mesmo imposto para capital externo em renda fixa, o que não impediu o mercado de encontrar lacunas. Por outro lado, a medida mostra o compromisso do governo em prevenir uma valorização extra do real, com dólar abaixo de R$ 1,65.

Mercado de ações ainda é principal via
Além disso, o mercado de ações continua respondendo pela maior fatia do afluxo de capital extrangeiro no País, o qual ainda paga IOF de apenas 2%.

PUBLICIDADE

Neste sentido, a equipe do Bank of America Merril Lynch também aponta em relatório que é difícil estimar o impacto da medida, “particularmente porque o mercado estava esperando algo mais draconiano”.

Ainda não estão claros os efeitos negativos sobre os investidores, uma vez que ainda devem ser considerados os possíveis hedges envolvendo as operações pré-elevação do IOF, ressaltao time do BofA Merrill Lynch.

Influência sobre títulos
Esse anúncio, segundo o Barclays, deve favorecer também a exposição de investidores estrangeiros a títulos brasileiros com vencimento mais longo, passando daqueles com prazo para 2016 aos com vencimento em 2022 e 2028.

Dessa forma, a nova regra provavelmente irá reduzir a pressão de demanda sobre os títulos brasileiros de prazo mais curto, e por outro lado aumentar a procura pelos com vencimento mais distante. 

Para os investidores que consideram alto o risco de novas medidas desta natureza, os analistas avaliam que o posicionamento junto a esses papéis pode ser uma forma eficiente de hedge.