Jogos no Brasil

Bancada na Câmara quer legalizar jogo até o fim do ano, afirma deputado

Cerca de 230 deputados, de um total de 513, se juntaram à frente parlamentar para a aprovação do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, disse César Halum

(Bloomberg) — Um grupo de deputados federais em favor do afrouxamento das restrições ao jogo do Brasil tem como objetivo garantir a aprovação de um projeto de lei favorável a casas de apostas na Câmara até o final do ano, disse o deputado César Halum (PRB/TO), líder do grupo, à Bloomberg nesta quarta-feira.

Cerca de 230 deputados, de um total de 513, se juntaram à frente parlamentar para a aprovação do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, disse Halum
Estamos confiantes de que a maioria do plenário apoiará o PL, ele acrescentou
A proposta legalizaria jogos e jogos de azar e criaria uma agência federal para regulamentar o mercado e conceder outorgas e licenças
A expectativa é obter até R$ 18 bi por ano em arrecadação
Sabemos que ainda há pedras no caminho, mas a situação se tornou mais favorável
“Nosso melhor lobby no Congresso é a crise econômica”, disse André Feldman, um empresário que se associa ao Caesars Casino para realizar o torneio World Series of Poker no Brasil e está construindo um projeto para abrir cassinos no futuro
“O país precisa precisa urgentemente aumentar sua arrecadação”, disse ele
“O dinheiro de jogo já existe no Brasil, mas é ilegal e não vai desaparecer. O que procuramos é uma maneira de legalizar esse dinheiro e fazer com que ele beneficie todo o país”
NOTA: Jogos de azar esbarram em conflito entre dinheiro e moral

 Esta matéria foi publicada em tempo realapara assinantes do serviço BloombergaProfessional.