Aumento da renda influencia procura de carros pela internet

Segundo Ibope, audiência de sites da categoria Automotivo foi o que mais cresceu. Para analista, esse aumento é reflexo da renda

SÃO PAULO – Com a economia mais estável e mercado de trabalho em alta, os consumidores estão a procura de bens de consumo antes mais difíceis de serem adquiridos. Essa busca se refletiu no aumento da audiência de sites de carros.

“O interesse por essa categoria de site depende da renda”, explica o analista de mídia do Ibope Nielsen, José Calazans. Segundo pesquisa feita pela entidade, a audiência de sites da categoria Automotivos cresceu 14,1% em agosto, frente a julho. Ao todo, 9,3 milhões de pessoas acessaram esse tipo de site nesse período.

Pesquisa de preços
Para Calazans, em agosto, os brasileiros utilizaram mais a internet como meio de conhecer os  lançamentos da linha 2011, anunciados por algumas montadores, e como ferramenta de pesquisa de preços.

PUBLICIDADE

Para se ter uma ideia, a subcategoria “informação” foi a que concentrou o maior número de usuários da categoria Automotivo. Cerca de 7,2 milhões de pessoas entraram nesse tipo de site, um crescimento de 13,7% frente a julho. Essa subcategoria comporta sites de classificados e as páginas de “carro” dos portais.

A subcategoria “montadoras”, embora com menor número de usuários, obteve o maior crescimento do período, de 19%. “Os lançamentos atraíram mais pessoas naquele mês”, reforça Calazans.

“Esse interesse é um reflexo do aumento da renda. À medida em que cresce a renda e aumenta o interesse pela internet, aumenta também essa procura”, diz o analista.

Sites mais acessados
A pesquisa do Ibope também constatou aumento na audiência de sites de outras categorias em agosto. Os da categoria Automotivo foi o que cresceu mais: 14,1%. Ainda assim, não supera a audiência da categoria Educação e Carreiras em números absolutos de usuários. 

A categoria Ocasiões Especiais – que oferecem produtos e serviços, como cartões e mensagens de felicitação – também cresceu em procura, 8,4%. E a audiência da categoria Família e Estilos de Vida registrou aumento de 7,8%.

Outras categorias também registraram incremento em agosto: Governo e entidades sem fins lucrativos (7,4%) e Notícias e Informações (7,1%).