Lava Jato

Assista ao depoimento em que Eike Batista acusa Mantega de pedir R$ 5 milhões

"Foi me feito o pedido de contribuir para contas da campanha, porque a campanha já tinha terminado, para acertar as contas num valor total de R$ 5 milhões", declarou Eike

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A decisão de prender o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega – mesmo com a posterior soltura – surgiu após o empresário Eike Fuhrken Batista realizar um depoimento ao Ministério Público Federal. Ele procurou as autoridades em 20 de maio deste ano e relatou que, em novembro de 2012, teria recebido uma solicitação expressa do então ministro para doar R$ 5 milhões para o PT.

“Foi me feito o pedido de contribuir para contas da campanha, porque a campanha já tinha terminado, para acertar as contas num valor total de R$ 5 milhões”, declarou Eike. O empresário explicou que Mantega não pediu o dinheiro de modo direto, mas que foi feito um pedido “explícito” depois, em outra oportunidade, por meio de Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana.

Eike relatou ao MPF que o dinheiro saiu de uma empresa dele chamada Centenium, que tinha uma subsidiária de nome Goldenrock, que remeteu o recurso diretamente para a Polis, de João Santana. Ele disse ainda que o dinheiro acabou “voltando” por um problema de documentação, mas, em seguida, foi mandado para a offshore Shellbill, em abril de 2013.

Aprenda a investir na bolsa

Confira abaixo o depoimento completo de Eike:

Parte 1

Parte 2