Troca de ministro

Assessoria nega que Ciro Gomes assumirá Ministério da Fazenda no lugar de Levy

Como mostrou mais cedo o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, Levy quer se despedir ainda hoje da presidente Dilma e deixar governo

arrow_forwardMais sobre

O ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes (PDT-CE) negou nesta sexta-feira, 18, por meio de sua assessoria de imprensa, que vá assumir o Ministério da Fazenda no lugar do ministro Joaquim Levy. Segundo assessores, não há nenhuma articulação nesse sentido.

Como mostrou mais cedo o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, Levy quer se despedir ainda hoje da presidente Dilma e deixar governo. Além dos ministros Jacques Wagner (Casa Civil), Nelson Barbosa (Planejamento) e Armando Monteiro (Desenvolvimento), o nome de Ciro estaria sendo cotado para assumir o cargo.

Gomes já foi ministro da Fazenda durante o governo do ex-presidente Itamar Franco, na década de 1990. No primeiro governo Lula, comandou a Integração Nacional. Atualmente, ele chefia os trabalhos da Transnordestina, subsidiária da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Recém-filiado ao PDT, Ciro Gomes já foi anunciado pelo presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, como pré-candidato da sigla à sucessão da presidente Dilma Rousseff em 2018. Esse fato é apontado como mais um motivo que o impossibilita de assumir qualquer cargo no atual governo.

PUBLICIDADE

Apesar de criticar duramente a política economia do governo Dilma, Ciro Gomes está à frente de um movimento contra o processo de impeachment da petista, ao lado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Na semana passada, ele jantou com a presidente Dilma no Palácio da Alvorada.