Eleições 2018

Arminio Fraga estuda reforma da Previdência mais “ousada” para entregar a sucessor de Temer

Embora não tenha se envolvido diretamente em nenhuma campanha neste ano, economista quer dar sua colaboração ao eleito 

SÃO PAULO – O candidato eleito à Presidência terá enormes desafios à frente, sendo um dos principais realizar rapidamente um ajuste fiscal de cerca de seis pontos do PIB (Produto Interno Bruto). O problema é que as propostas apresentadas pelos presidenciáveis até o momento não atendem a essa necessidade, segundo Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central no governo de Fernando Henrique Cardoso. 

Embora não tenha se envolvido diretamente em nenhuma campanha neste ano, ele quer dar sua colaboração ao eleito ao coordenar um grupo de economistas e juristas que preparam uma proposta de reforma da Previdência. Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo, ele afirmou que promete entregar a proposta de uma reforma mais “ousada” que a enviada pelo governo de Michel Temer ao Congresso e que permitiria uma economia de R$ 110 bilhões por ano, durante 10 anos. A proposta de reforma que está no Congresso permite fazer uma economia de R$ 40 bilhões ou R$ 45 bilhões por ano, em uma década. 

“Estamos falando de um ajuste necessário de R$ 350 bilhões por ano, então veja que a proposta de reforma da Previdência, como está, resolve apenas uma pequena parte. Estou coordenando um grupo, sob o comando de Paulo Tafner, que está elaborando uma proposta independente e apartidária de reforma da Previdência que permitiria uma economia bem maior”, disse.

PUBLICIDADE

Caso a proposta do grupo coordenado por Fraga e Tafner, economista e cientista político, seja adotada ela será oferecida a quem vencer as eleições. “É possível projetar uma economia de R$ 110 bilhões por ano, durante dez anos. Aí o resto do ajuste até que poderia vir da recuperação da economia. Pode até ser, mas não é isso que está no horizonte. Na verdade, há o risco de irmos para um buraco mais fundo”, alerta Fraga.

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos