Eventual governo

Armínio e Meirelles são cotados para Fazenda em eventual governo Temer, diz Folha

Segundo o jornal, apesar de negar publicamente, o grupo de aliados de Temer avalia os nomes para ocupar a área econômica, sensível no atual quadro de recessão

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Se a presidente Dilma Rousseff sofrer o impeachment e o vice Michel Temer (PMDB-SP) assumir o governo, os nomes preferidos para o Ministério da Fazenda são de Armínio Fraga e Henrique Meirelles, segundo informações da Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, apesar de negar publicamente, o grupo de aliados de Temer avalia os nomes para ocupar a área econômica, sensível no atual quadro de recessão. Temer e aliados estariam estudando a ideia de ter na Fazenda um nome com prestígio entre investidores do mercado financeiro e empresários, sendo capaz de ajudar o governo de transição a vender-se como produto de consenso de vários partidos. A ressalva é que o futuro ministro não possa ser ninguém com pretensões de ser candidato em 2018.

Segundo o jornal, mesmo que Armínio já tenha elogiado o “Plano Temer”, apelido do programa “Ponte para o Futuro”, apresentado pelo PMDB em novembro do ano passado, ele afirmou em entrevista que não aceitaria um convite do governo de transição. Meirelles não foi sondado, mas sabe que seu nome já está sendo cogitado.

Aprenda a investir na bolsa

Outro nome próximo do vice, o senador José Serra (PSDB-SP) seria o preferido para a Saúde num eventual governo Temer, assim como Ministério do Planejamento.

Especiais InfoMoney:

As novidades na Carteira InfoMoney para março

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa