Aprovação de Lula é recorde, mesmo com aumento dos temores sobre a crise

Nível de aprovação chega a 73%; ainda assim, 84% dos brasileiros acreditam que crise financeira é grave

SÃO PAULO – O nível de aprovação do presidente Luís Inácio Lula da Silva chegou a nível recorde, tanto em relação a seus quase seis anos de gestão quanto ao período pós-redemocratização brasileira. Segundo pesquisa realizada pelo CNI-Ibope, para 73% da população, o governo atual é considerado “ótimo” ou “bom”.

Além disso, 84% aprovam a forma de Lula governar, sendo que ele tem a confiança de 80% dos brasileiros. Sua popularidade ganha mais destaque ainda entre as pessoas de menor escolaridade e renda, na região do Nordeste e nas cidades com população de 20 mil a 100 mil habitantes.

A pontuação mais alta até então era do presidente José Sarney em setembro de 1986, momento no qual estava em operação o Plano Cruzado.

E a crise financeira?

PUBLICIDADE

A pesquisa revelou que, mesmo com boa parte da população já tendo conhecimento da crise financeira internacional, dois terços não sentem seus efeitos diretamente. Porém, os temores seguem crescendo com o persistente noticiário negativo, aumentando as apostas de que a inflação será o principal impacto sentido.

“A pesquisa revela que a avaliação geral do governo cresce ao mesmo tempo em que aumentam as preocupações da população com os indicadores macroeconômicos e começam a ser observados os primeiros sinais da crise financeira internacional”, afirmou o documento.

Apesar de 43% acreditarem que o País está melhor preparado para enfrentar o momento de turbulência, 84% considera a atual situação “muito grave” ou “grave”. Os temores dos impactos da crise são maiores entre os entrevistados com curso superior e renda familiar acima de dez salários mínimos.

A maioria dos brasileiros aprova também a atuação do governo diante da crise, sendo que 46% pretendem manter seus hábitos de consumo ou planejamento financeiro. Além disso, a previsão é de que a atual turbulência seja superada em 2009.