Registro histórico

Após Sensus, CNT/MDA divulgará pesquisa realizada antes da morte de Campos

O levantamento foi feito com 2.002 eleitores residentes em 24 unidades da federação; Sensus mostrou ontem que Campos ganhava espaço na corrida eleitoral

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após o Istoé/Sensus divulgar pesquisa nacional realizada antes da morte de Eduardo Campos, será a vez da CNT (Confederação Nacional do Transporte) divulgar sua pesquisa presidencial, que também foi feita antes da tragédia que vitimou o candidato à presidência da República pelo PSB.

A pesquisa, realizada pela MDA Pesquisa de Opinião Pública e Consultoria Estatística, foi registrada ontem e realizada entre os dias 8 e 12 de agosto, na véspera da morte de Campos. A data prevista de divulgação é 19 de agosto. 

O levantamento foi registrado com o número de protocolo BR-00389/2014 e foi feito com 2.002 eleitores residentes em 24 unidades da federação. O questionário pode ser visto clicando aqui. 

Aprenda a investir na bolsa

Vale ressaltar que o Istoé/Sensus mostrou o seu último retrato eleitoral antes da morte de Eduardo Campos, mostrando que as intenções de voto do peessebista subiram em um ritmo ligeiramente mais rápido do que os seus principais concorrentes.

No levantamento, Dilma Rousseff, do PT, detinha 32,7% dos votos, de 31,6% anteriormente, enquanto Aécio Neves (PSDB) contava com 21,4% de apoio, frente aos 21,1% na pesquisa anterior. Na terceira colocação, Campos aparecia com 9,2% dos votos, de 7,2%. 

Assim como seus principais opositores, Campos também subiu dentro da margem de erro de 2,2% para mais ou para menos, mas o ganho registrado pelo ex-governador de Pernambuco foi o mais significativo entre os três principais candidatos ao Planalto. 

Vale ficar de olho ainda na divulgação da pesquisa Datafolha que será divulgada a partir de segunda-feira. O levantamento deve perguntar ao eleitorado se o PSB deve indicar a ex-senadora ou outra pessoa como presidenciável ou abrir mão de lançar candidatura própria. 

A pesquisa está sendo feita entre os dias 14 de agosto e 16 de agosto e deve ser divulgada a partir de segunda-feira, 18 de agosto. No total, serão entrevistados 2.884 eleitores.