Rumores

Após rumor sobre carta de demissão, Fazenda confirma que Levy fica no cargo

A publicação diz, porém, que aliados de Levy e outros ministros ainda contam com a possibilidade de que a presidente peça para ele permanecer no cargo e conduzir uma transição para um novo comandante da economia

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O fechamento do mercado nesta sexta-feira (16) foi bastante movimentado após a coluna Radar On-line, assinada por Vera Magalhães, da Veja, afirmar que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, havia redigido uma carta de demissão e que iria apresentar o pedido ainda hoje à presidente Dilma Rousseff. Porém, após mais de uma hora de tensão, parece que o rumor não foi confirmado.

Logo após a informação ser publicada na Veja, outros veículos passaram a noticiar outra versão do fato. Segundo a colunista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo, Levy iria se encontrar com a presidente ainda hoje – o que ocorreu -, mas que, segundo “um interlocutor frequente do comandante da Fazenda”, ele “não vai pedir demissão” e “nem será demitido”.

A informação foi confirmada pela Fazenda, que disse que o ministro não entregou nenhuma carta e que permanece no cargo. “O ministro não pediu demissão. Não há essa carta [de demissão]. Não existe essa carta. Ele continua trabalhando e se esforçando pelo futuro do país”, informou a assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda.

Aprenda a investir na bolsa

Por volta das 18h30 (horário de Brasília), a coluna Radar, da Veja, voltou a publicar uma nota, afirmando que Levy acabou não entregando a tal carta que teria redigido entre a noite de ontem e a manhã desta sexta. Segundo Vera Magalhães, na reunião foi apenas discutido o Orçamento deste ano e para 2016. A Bloomberg, citando uma fonte do governo, também afirmou que não houve entrega de nenhuma carta para a presidente.

A notícia impactou diretamente a Bovespa. Enquanto o Ibovespa fechou com alta de 0,16%, os contratos futuros do índice com vencimento em dezembro afundaram 800 pontos desde às 17h, indo de 48.300 pontos para 47.500 pontos. Com isso, o Ibovespa Futuro virou de alta próxima de 1,0% para queda de 0,76%

Ao mesmo tempo, os contratos de DI futuro com vencimento longo passaram a disparar mais de 40 pontos, indo para 16,20%. O dólar futuro, por sua vez, subia 2,43%, para R$ 3,92.

Procurada pelo InfoMoney, a assessoria do ministério da Fazenda não passou um posicionamento sobre a informação.

Na nota de mais cedo, a Veja afirmou que aliados de Levy e outros ministros ainda contavam com a possibilidade de que a presidente pedisse para ele permanecer no cargo e conduzir uma transição para um novo comandante da economia, já que ela ainda não tem um nome definido para assumir o posto.

Encontro sem detalhes
Ao ser questionado se escreveu uma carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não fez nenhum comentário, permanecendo calado.

PUBLICIDADE

O ministro chegou por volta das 18h na sede do Ministério de Fazenda após participar de reunião com a presidente Dilma e foi cercado por vários jornalistas, após as informações da coluna Radar, da Veja.

Como garimpar boas ações? Deixe seu email e descubra uma forma tão simples que até um menino de 10 anos consegue usar!