Após processo eleitoral conturbado, Calderón é eleito novo presidente do México

Mercado financeiro reagiu com otimismo e bolsas fecharam em alta; oposição afirma que pedirá nova recontagem dos votos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O candidato conservador Felipe Calderón (PAN) foi o vencedor da corrida presidencial do México nesta quinta-feira (6).

Calderón concorria com o oposicionista Andrés Manuel López Obrador (PRD), do qual venceu a eleição por uma pequena margem de votos.

A vitória do candidato dá-se após um
conturbado e polêmico processo eleitoral, no qual foi necessário realizar uma nova apuração das urnas com base em denúncias de irregularidades feitas pela oposição.

Bolsas em alta

Aprenda a investir na bolsa

Como era de se esperar, a definição de Calderón como o novo presidente, trouxe euforia ao mercado financeiro do México. Ainda no início da tarde, antes mesmo de ser divulgado o resultado oficial, as bolsas operavam em alta significativa com a notícia de que o candidato do governo liderava o pleito.

A sessão foi encerrada com alta de 2,73% e forte valorização do peso.

O preferido do mercado

Para o mercado financeiro, a vitória de Felipe Calderón representa a continuidade da política econômica mantida pelo atual presidente, Vicente Fox.

Intitulando-se como “O Presidente do Emprego”, o candidato do PAN tem como bandeira de sua campanha a atração de investidores por meio de incentivos fiscais, o controle da inflação e a redução das taxas de juros.

Oposição pode recorrer

O representante do PRD, López Obrador, afirmou nesta tarde que pedirá nova recontagem urna a urna.

Caso o PRD realmente entre com um pedido de impugnação, o Tribunal Eleitoral do Poder Judiciário da Federação (Trife) é quem se encarregará de decidir o resultado final.
Nesse caso, a indefinição no cenário político pode estender-se até o mês de setembro.