Segundo Folha

Após divulgação de mensagem privada, Katia Abreu confirma no Twitter que fica no governo

No texto, a ministra diz que a decisão foi tomada na noite de ontem, em reunião na residência oficial do presidente do Senado, Renan Calheiros

SÃO PAULO – Após a saída de Henrique Eduardo Alves do ministério do Turismo e a definição oficial de desembarque do PMDB da base do atual governo, os 6 ministros da presidente Dilma Rousseff filiados ao partido teriam acordado licenciarem-se para não deixarem seus cargos, conforme mensagem enviada pela ministra Kátia Abreu (Agricultura) pelo celular, flagrada pela Folha de S. Paulo durante a cerimônia de lançamento da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida, no Palácio do Planalto.

No texto, a ministra diz que a decisão foi tomada na noite de ontem, em reunião na residência oficial do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Além de Kátia, o PMDB ainda tem os ministros Mauro Lopes (Aviação Civil), Helder Barbalho (Portos), Eduardo Braga (Minas e Energia), Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) atuando no governo.

Mais tarde a ministra confirmou por meio de sua conta no Twitter que continuará “no Governo e no PMDB. Ao lado do Brasil no enfrentamento da crise”. Ela disse ainda que deixará a presidente “a vontade” caso ela necessite fazer mudanças no ministério para recompor sua base no Congresso. “O importante é que na tempestade estaremos juntos”, finalizou.

PUBLICIDADE

Além de Kátia Abreu, o ministro da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, também já declarou publicamente que permanecerá à frente da pasta, mesmo com a determinação partidária para deixar o cargo.

Especiais InfoMoney:

As novidades na Carteira InfoMoney para março

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa