Eleições EUA

Após Cruz, John Kasich deve deixar campanha e Trump fica próximo de vencer as primárias

Apesar de ainda não ser oficial, a saída de Kasich, governador de Ohio, já é dada como certa pelos noticiários locais

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após os resultados da noite de terça-feira (3), o candidato republicano Ted Cruz anunciou que iria deixar sua campanha nas primárias americanas, deixando o caminho livre para que Donald Trump ganhasse a candidatura. Agora parece que o cenário ficou ainda mais tranquilo para o empresário: segundo a imprensa americana, John Kasich irá desistir de sua campanha na tarde desta quarta-feira (4).

Cruz abandonou a disputa após perder por larga margem de Trump nas prévias do partido no Estado de Indiana na noite de ontem. O anúncio causou surpresa, já que o senador havia prometido na véspera que via sentido em manter a campanha mesmo se perdesse essa etapa.

Apesar de ainda não ser oficial, a saída de Kasich, governador de Ohio, já é dada como certa pelos noticiários locais. O político cancelou um pronunciamento que estava planejado para esta tarde e marcou uma coletiva de imprensa para a noite desta quarta. Segundo a rede NBC News, assessores do candidato confirmaram que ele irá anunciar sua desistência.

PUBLICIDADE

Ontem, a campanha de Kasich disse em um comunicado que os resultados em Indiana “não iriam alterar” os planos do candidato. “Nossa estratégia tem sido e continua a ser aquela que envolve ganhar a indicação em uma convenção aberta”, disse a campanha Kasich. Cruz e Kasich até agora lideravam as tentativas (praticamente todas sem sucesso) de alguns membros do partido para parar o avanço da candidatura de Trump para a Casa Branca.

Resultados da terça
Donald Trump venceu na terça a primária eleitoral realizada no estado de Indiana, confirmando as pesquisas de opinião. Entre os pré-candidatos democratas, a vitória foi para Bernie Sanders, contrariando as pesquisas que apontavam a liderança de Hillary Clinton.

Com 65% dos votos apurados a vitória do empresário já havia sido confirmada com 52,7% dos votos. O presidente do Partido Republicano, Reince Priebus, admitiu que Donald Trump possivelmente será indicado como candidato presidencial em novembro e pediu a união dos conservadores em torno do polêmico bilionário.

“Donald Trump será, provavelmente, o indicado. Todos devemos nos unir e nos concentrarmos em derrotar Hillary Clinton”, escreveu Priebus no Twitter, pouco depois de Cruz jogar a toalha.