Após 14 horas de negociações, Equador e Colômbia firmam acordo

OEA não condena Colômbia por invasão territorial; chanceleres de ambos os país se mostram satisfeitos com a solução

SÃO PAULO – Após cerca de 14 horas de negociações, o conflito entre Equador e Colômbia foi solucionado na OEA (Organização dos Estados Americanos). O foco do impasse ficou por conta da violação da soberania do Equador, após a invasão no território do país.

Os chanceleres de ambos os países se mostraram satisfeitos com a solução apresentada, que foi aprovada pelos 34 países membros. Além disso, o acordo não prevê a condenação do Colômbia por ter violado a soberania do Equador.

Com isso, a OEA criará uma comissão encarregada de divulgar um informe sobre a reunião de chanceleres prevista para o dia 17 de março em Washington. Adicionalmente, o embaixador do Equador, Luis Gallegos, afirmou ser satisfatória a solução proposta, já que a mesma reconhece o principio de inviolabilidade territorial de seu país.

PUBLICIDADE

Por fim, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o crescimento da América do Sul depende da diplomacia em conflitos como o acima citado, e portanto comemorou o fim do impasse.