Apoio de PMDB a Kassab fortalece José Serra para disputa presidencial de 2010

Disputa para a prefeitura de São Paulo antecipa tensões internas entre presidenciáveis no PSDB; Aécio apoiaria nome de Alckmin

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O apoio do PMDB a Gilberto Kassab na corrida pela prefeitura de São Paulo acirra disputas internas de tucanos para sucessão presidencial em 2010. A aliança PSDB-Democratas dá sinais de estar estremecida.

Considerada por muitos como uma antecipação da disputa pela presidência da república em 2010, a eleição para prefeito do maior município do País traz à tona muitas das incertezas relativas a alianças e a nomes que disputarão as indicações dos partidos.

Pleito local, estratégia nacional

A já tradicional aliança entre Democratas (antigo PFL) e PSDB no estado de São Paulo, que impulsionou a coligação dos partidos em nível nacional nos últimos pleitos, é abalada pela ascensão do atual prefeito Gilberto Kassab à condição de candidato à reeleição, com o apoio do governador e presidenciável tucano José Serra, em detrimento da candidatura de Geraldo Alckmin.

Aprenda a investir na bolsa

Rumores indicam que o outro nome forte do PSDB à sucessão de Lula, Aécio Neves, apoiaria a candidatura municipal de Alckmin. Ademais, o governador de Minas Gerais cortejaria o PMDB para a eleição de 2010.

Contudo, o PMDB selou acordo com o Democratas para apoiar Kassab em troca da indicação do candidato a vice-prefeito, o que prejudicaria as intenções de Aécio Neves e fortaleceria a posição de José Serra, tido como patrocinador do acordo.