Quem diria?

Apoio de FHC e de Marina pode atrapalhar Aécio, destaca Datafolha

Instituto de pesquisa mostra que participação do ex-presidente e da ex-senadora contribui para que um porcentual relativamente expressivo do eleitorado decida não votar no candidato tucano ao Planalto.

SÃO PAULO – Ainda que Marina Silva, candidata à presidência do PSB que ficou em terceiro lugar no primeiro turno da eleição, pareça influente e chegou a ser almejada pelos postulantes que disputam o segundo turno, o apoio da ex-senadora à candidatura de Aécio Neves, do PSDB, pode ser prejudicial a ele. Segundo o instituto Datafolha, a participação efetiva do ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), também pode pesar negativamente na campanha do tucano.

O levantamento, divulgado nesta quarta-feira, mostrou que 23% dos eleitores responderam que o apoio da ex-ministra do Meio Ambiente os faria não votar em Aécio de forma alguma. Na pesquisa anterior, a rejeição à aliança entre os dois atingia 13% do eleitorado. Por outro lado, 20% dos eleitores disseram que o apoio de Marina contribuiria para uma inclinação deles ao tucano, de 16% anteriormente.

A demora da decisão pode ter colaborado para que 53% dos eleitores tenham afirmado que o apoio de Marina ao presidenciável do PSDB não influencie na escolha do candidato.

PUBLICIDADE

Lula ainda é mais influente

No duelo entre os dois ex-presidentes anteriores, Luis Inácio Lula da Silva, do PT, ainda é mais influente no voto do eleitor do que Fernando Henrique Cardoso. 

Com forte influência positiva, Lula contribui para que 37% dos eleitores decidam votar em um candidato que ele apoia, enquanto seu apoio é rejeitado por 21% do eleitorado. No total, 39% dos votantes afirmam que são indiferentes à posição do petista. 

O apoio de FHC tem influência mais negativa do que positiva. Enquanto 16% dos eleitores afirmam que poderiam votar em alguém indicado pelo tucano, 28% dizem que não votariam. Neste cenário, metade dos eleitores é indiferente ao apoio dele.

O Datafolha ouviu 9.081 eleitores em 366 municípios entre ontem e hoje, sendo que o nível de confiança da pesquisa é de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR 01098/2014. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para cima ou para baixo.