William Waack

Aplausos para Trump: guerra comercial com a China tem um efeito muito positivo para o Brasil

Confira o comentário político de William Waack desta quinta-feira (28)

SÃO PAULO – A guerra comercial que o presidente Donald Trump iniciou com a China começa a ter um reflexo bastante positivo em um mercado brasileiro, o de soja, desta William Waack em seu comentário nesta quinta-feira (28).

O jornalista mostra, usando dados do Financial Times, que o preço da soja brasileira está maior que a dos Estados Unidos exatamente porque, como retaliação aos norte-americanos, a China impôs tarifas à soja vinda de lá. Diante disso, importadores chineses começam a buscar outros mercados para comprar, e o Brasil se destaca neste cenário.

Por outro lado, o preço da commodity brasileira já era maior que a norte-americana. Mas então por que bater palma para Trump? Segundo Waack, porque hoje a produtividade total dos fatores (que inclui toda a cadeia, como tributos, infraestrutura, crédito, preço do frete, etc.) da soja no Brasil está “estagnada”, o que deveria tornar o produto brasileiro pouco competitivo.

PUBLICIDADE

Ele afirma que, para o Brasil crescer, é preciso investir em tecnologia, principalmente na parte de tratamento de pragas e doenças. Porém, recentemente o debate “foi contaminado” no Congresso, atrapalhando a melhora do mercado. “Aí palmas para o mister Trump. Ele é um grande amigo da soja brasileira, mesmo que sem querer. Se não fosse ele, as coisas seriam piores”, conclui Waack.

Confira o comentário completo: