Eleições

Apesar de desvantagens e “ataque” de Dilma, Marina se “mantém de pé” em pesquisas

Vox Populi mostrou um cenário de manutenção do quadro eleitoral, mesmo após a campanha de desconstrução da candidata do PSB feita pelo PT

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Vox Populi de ontem – apesar de mostrar Dilma Rousseff abrindo uma vantagem maior em relação à Marina Silva, de 9 pontos no primeiro turno e de mostrar um empate com Marina no segundo (a candidata do PSB tem 42% das intenções de voto e a petista, 41%) – trouxe boas notícias para a candidata pessebista, de acordo com a LCA Consultores. 

Conforme aponta a consultoria, “apesar do menor horário eleitoral e da intensa campanha de Dilma para desconstruir a imagem da candidata do PSB, Marina conseguiu manter as suas intenções de voto tanto nas simulações de primeiro como de segundo turnos”, uma vez que as variações foram dentro da margem de erro.

Cabe ressaltar que Dilma vem incorrendo em uma campanha para desconstruir Marina, acusando-a de ser sustentada por “banqueiros” (em referência à sua parceria com Neca Setúbal, herdeira do banco Itaú), além de afirmar que a defesa de Marina da autonomia do Banco Central entregaria a política monetária a banqueiros. O programa do PT também já comparou a ex-senadora do Acre a Jânio Quadros e Fernando Collor de Mello ao questionar a sua capacidade de aprovar projetos de lei no Congresso por não contar com maioria. 

Aprenda a investir na bolsa

Porém, como aponta a consultoria, como tinha ocorrido na pesquisa de 8 e 9 de setembro, Marina Silva manteve nesta última pesquisa a vantagem de um ponto porcentual sobre a petista na simulação de segundo turno, ressalta a consultoria, destacando um potencial limitado dos ataques à Marina.