Sem papas na língua

Ao responder sobre estado laico, Luciana Genro defende a união civil entre homossexuais

Por outro lado, Levy Fidelix afirmou que a união homoafetiva destrói os valores familiares.

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Questionada sobre seu entendimento sobre o estado laico, a presidenciável do PSOL, Luciana Genro, não economizou na sinceridade e afirmou que não é uma pessoa religiosa, mas reforçou que respeita todas as crenças. Ela destacou a importância do estado laico para assegurar os direitos de todas as religiões e de quem não tem religião.  

“Sou a favor da união civil entre homossexuais. precisamos combater a homofobia, o racismo e a transfobia”, pontuou, acrescentando que não se converterá como muitos candidatos fazem por oportunismo de ocasião.

Por outro lado, Levy Fidelix, presidenciável do PRTB, afirmou que a família brasileira é indissolúvel, completando que uma família que frequenta assiduamente as missas porque tem a convicção de que uma família unida e que vá à Igreja seja um exemplo para aqueles a sua volta. Os maus exemplos são uma questão crucial, a união homoafetiva destrói sim a família. Um governante precisa se pautar acima de tudo pelas famílias e dar bom exemplo”, explicou Levy,completando que o seu governo fará de tudo para preservar a família com trabalho e emprego.

PUBLICIDADE