Analista projeta dólar na casa de R$ 1,70 após nova elevação do IOF

Novas medidas para garantir sustentação do câmbio devem gerar maior volatilidade na BM&F Bovespa

SÃO PAULO – O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, divulgou na última segunda-feira (18), novas medidas para conter o capital especulativo e sustentar o câmbio. Foi estabelecido novo aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para aplicações em renda fixa, de 4% para 6%, tendo sido elevado ainda recolhimento de margem em operações no pré-market, de 0,38% para 6%.

“Com isso acreditamos que o Ibovespa pode realizar parte dos ganhos recentes, o dólar pode voltar a operar mais perto de R$ 1,70 e a curva de juros pode subir um pouco mais, também para refletir os índices de inflação corrente no teto das expectativas”, declarou a analista Miriam Tavares, da AGK Corretora.

Mesmo aguardada, medida deverá provocar ajustes
Ainda segundo a especialista, o cenário doméstico deve repercutir e ajustar-se às novas medidas controle cambial, embora a elevação das taxas já fossem aguardadas pelo mercado.

PUBLICIDADE

Já para Marcelo Melo e Álvaro Bandeira, da Ágora Corretora, a elevação do IOF irá “desestimular o carregamento na posição de venda de dólar futuro”. Ambos acreditam ainda que haverá maior volatilidade nos mercados de renda fixa, mercado de ações e monetário.