Acidente

Análise preliminar da caixa-preta não aponta “anormalidade” no avião que caiu com Teori

O equipamento está em Brasília, no Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa)

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A aeronáutica informou nesta terça-feira (24) que conseguiu recuperar 100% do gravador de voz do avião que caiu com o ministro Teori Zavascki. Segundo a análise preliminar da caixa-preta nõa houve “qualquer anormalidade” nos sistemas da aeronave durante o voo.

O equipamento está em Brasília, no Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). De acordo com o chefe da divisão de operações, Coronel Marcelo Moreno, o equipamento gravou os últimos 30 minutos de áudio do voo e isso inclui não só informações de voz, mas outros sons que serão importantes para a investigação.

“Nós analisamos sons diferentes, em que possamos identificar, hipoteticamente falando, o ruído de um trem de pouso sendo baixado, a aplicação de algum grau de flap ou outro equipamento aerodinâmico da aeronave”, explica o coronel. A gravação de áudio também pode indicar um início de descida, por exemplo.

PUBLICIDADE

O chip de memória do gravador de voz da cabine do avião está sendo avaliado por uma equipe do laboratório de leitura e análise de dados de gravadores de voo (Labdata) do Cenipa. Em uma análise preliminar, os dados extraídos não apontam qualquer anormalidade nos sistemas da aeronave.

De acordo com o G1, o piloto mencionou na gravação que esperaria o término da chuva que caía em Paraty (RJ) na hora do acidente para poder pousar. O piloto, o ministro Teori e os outros três passageiros a bordo morreram com a queda da aeronave no mar.

Confia o vídeo publicado pela aeronáutica: