Exclusivo

Ana Carla Abrão explica como ajudou Goiás a deixar de ser um “Rio de Janeiro” de problemas fiscais

Ex-secretária da Fazenda do estado fala também sobre suas expectativas para a economia brasileira e o cenário político

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A InfoMoney TV, em parceria com a UM Brasil, entrevistou na tarde desta sexta-feira (2) a economista Ana Carla Abrão Costa, que contou sua trajetória à frente da Secretaria da Fazenda de Goiás entre 2014 e 2016, como suas expectativas para o rumo do Brasil. A entrevista completa estará disponível em breve no InfoMoney.

Ana Carla ajudou a promover um severo processo de ajuste fiscal no estado governado por Marconi Perillo (PSDB). Ao assumir em 2015, a economista lembrou que “Goiás era um Rio de Janeiro, pois apresentava sérios desequilíbrios fiscais”. Para resolver esse impasse, um plano de austeridade foi implementado, focado muito mais em reduzir despesas ao invés de aumentar impostos. Isso deu condições para que Goiás chegasse ao final do ano passado com as contas dentro de uma normalidade e dinheiro em caixa para investir este ano, contrariando a lógica dos outros estados brasileiros.

PUBLICIDADE

Em sua entrevista, além de contar os desafios enfrentados para colocar Goiás nos trilhos, como a resistência em privatizar a Celg, Ana Carla apresentou um panorama sobre a saúde fiscal de outros estados brasileiros e traçou um rumo sobre as reformas.

Sobre este último assunto, a economista salientou a importância das reformas para o futuro da economia brasileira, assim como a necessidade da discussão da Lei de Responsabilidade Fiscal dos estados. Ana Carla não vê um “plano B” para a reforma da Previdência, que deve ser aprovada “mesmo que seja muito diluída” em vista da sua magna importância para o fiscal.